top of page
  • Foto do escritorArqblog

Precisa de arquiteto para reforma?

A contratação de um arquiteto para uma reforma pode gerar dúvidas e incertezas, principalmente no que diz respeito à necessidade ou não de contar com um profissional.



De acordo com a Lei nº 12.378/2010, é obrigatória a presença de um arquiteto em projetos de arquitetura, urbanismo e paisagismo. Portanto, se a reforma incluir mudanças na estrutura da edificação, como a remoção de paredes, por exemplo, a presença de um arquiteto é indispensável. Além disso, o arquiteto também é responsável por garantir a segurança, o conforto e a estética do ambiente reformado.


Outro aspecto importante é que o arquiteto é capaz de desenvolver projetos personalizados, que atendam às necessidades específicas do cliente, considerando sua rotina, estilo de vida e preferências estéticas. Além disso, o arquiteto pode auxiliar na escolha dos materiais mais adequados, levando em consideração aspectos como durabilidade, resistência e estética, o que pode resultar em economia a longo prazo.


Porém, em alguns casos, é possível realizar uma reforma sem a contratação de um arquiteto. Para reformas simples, como a troca de revestimentos e pintura, por exemplo, pode ser suficiente contar com a ajuda de um designer de interiores ou mesmo de um pedreiro experiente. No entanto, é importante lembrar que, mesmo em casos mais simples, a presença de um profissional capacitado pode garantir melhores resultados e evitar problemas futuros.


Em resumo, a contratação de um arquiteto é obrigatória em reformas que envolvem alterações estruturais e pode trazer diversos benefícios em termos de personalização, escolha dos materiais e segurança. No entanto, para reformas mais simples, é possível contar com outros profissionais ou mesmo realizar a reforma sem a presença de um especialista, desde que sejam tomadas as precauções necessárias.

bottom of page